Translate

sábado, 16 de novembro de 2013

AFINAL DE CONTAS, TER OU SER?


Na pós-modernidade o ter sobrepõe mais uma vez o ser.
E muitos dizem:
- Afinal de contas, Ter ou ser?

... ou ainda:
De que adianta ser, se sendo sem ter é como se nada fosse?...

Há quem compra o "ser" pelo ter e se decepciona ao descobrir que realmente nada é além de uma utopia ambulante, uma miragem surreal que nada acrescenta.

Na verdade a corrida pelo ter, tem criado monstros e alijado gerações que embora tenham não podem dizer que são. Embora busquem intensamente ter terminam a vida como pobres, miseráveis, sem felicidade e sem paz.

É tempo de ser ainda que não tenhamos nada...
...Ser melhores filhos.
...Ser melhores pais.
...Ser melhores esposos.
...Ser melhores esposas.
...Ser melhores amigos.
...Ser melhores cristãos.
...Ser sábios em toda maneira de viver.
...Ser melhores funcionários.
...Ser melhores patrões.
...Ser melhores vizinhos.
...Ser melhores alunos.
...Ser melhores mestres.
...Ser gente, um ser pensante.
...Ser útil para sociedade.
...Ser um exemplo bom a ser seguido
Ser...
Ser...
ser...

E se for possível ter,que tenhamos acima tudo amor a Deus sobre todas as coisas e amor ao próximo assim como amamos a nós mesmo, se é que ainda conseguimos nos amar acima das coisas que temos ou sonhamos ter...

O Resto seja apenas consequência...
Não esqueçamos jamais, tal como aconteceu com o Cristo no deserto, a todo instante uma voz verbera nos rincões do pensamento humano no limiar do século XXI:

...Tudo isso te darei se prostado me adorares.

É tempo de usar as coisas, amar as pessoas e adorar a Deus sem inverter a frase em nenhum momento.

J.Gildasio Pereira
Campinas/SP