Translate

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

QUANTO CUSTA O PODER

Um carro com auto-falantes percorria as rua da periferia oferecendo uma mercadoria diferente no estilo do verdureiro.
- Olha o poder!
- Você pode escolher
Tem pra todo mundo, não precisa brigar
É comprar e levar !
Uma criança ingênua, mas curiosa como toda criança, entra aos berros na cozinha daquele casebre de periferia perguntando:
- Pai o senhor já comeu poder? É gostoso ? – Eu quero!
O pai responde:
- Filho, uma coisa de cada vez.
- Primeiro, o poder não se come. Porém é muito gostoso e pode fazer muito mal às pessoas.
- Como assim pai? Interpelou o menino.
- Olha filho, existe pessoas que fazem qualquer coisa para chegarem ao poder, e pagam um alto preço por isso. Vendem uns aos outros, caluniam, traem, entregam aos tribunais, roubam e até tiram a vida do seu semelhante. O poder enlouquece as pessoas.
- Pai mas o que é poder?
- Filho, poder é a faculdade de mandar nos outros, decidir pelos outros, ter lucro com o trabalho dos outros e viver esplendorosamente enquanto os outros vivem de migalhas.
A criança fez um silêncio mórbido, descascou uma mixirica murcha da baciada que o verdureiro houvera vendido por um real, e com a boca cheia resmungou:
- Uuuuuuuuuuuuuuum!
- Entendi ! O chefe da “bocaª”, tem poder né pai?
- Sim filho. Porém o seu poder é ilícito. Pois o que ele vende vai matando as pessoas devagarzinho. Mas existe pessoas muito mais poderosas do que ele e podem decidir o futuro de alguém mesmo antes de nascer. Até mesmo decidiu quando ele ainda não tinha nem nascido, que o futuro dele teria grande chance de ser a marginalidade.
- Como assim, pai?
- Veja filho, existe pessoas que ganham muito dinheiro e o salário de seus empregados é menos do que elas gastam com o cachorrinho de estimação.
- Enquanto você passa seis meses para fazer um exame por falta de médico, o cachorro delas têm convênio, quando adoece tem atendimento personalizado, e caso o pior aconteça até plano funerário o bicho tem.
- Olha filho, digo mais: as suas melhores roupas compramos no bazar de roupas velhas da dona Maria, porém o cachorro deles vestem as melhores grifes do momento.
- Cheguei a uma triste conclusão: “O poder humaniza os bichos e coisifica os humanos”.
- Somos apenas números que influenciam na eleição, na produção e no consumo de bens de baixo custo. Pois ser pobre dá lucro aos poderosos.
- Pai, compra poder para mim. Disse o filho desiludido.
- Filho o troço é muito caro!
- Ouvi falar de alguém que para alcançar o poder teve de subir pela escada da corrupção, atravessar as janelas da fraude, descer á sala da bajulação, assentar na cadeira da mentira, assinar com a caneta da falcatrua, fazer parte da associação dos mal caráter e se aliar ao esquadrão dos traidores.
- E aí, pai, ele conseguiu chegar ao poder?
- Sim. Claro que conseguiu!
- Então valeu a pena pai. O cara agora deve ta muito bem, né...
- Sim filho. Ele está muito bem, mas ostentando duas pontes de safena, já divorciou e se casou várias vezes, é acompanhado sempre por inúmeros seguranças e bajuladores que a fim de ganhar mais denunciou o tal á uma revista de grande circulação. Agora, sem reputação, sem mulher, sem saúde e avançado em dias o MP o denunciou, a justiça mandou prendê-lo e confiscou os seus bens. Porém, dado a experiência processual do cara, já pediu "habeas corpus", com fundamentação em fatos que sabe lá se é verdade!
- Paaai!!! ... o carro do poder tá indo embora!
- Deixa ir meu filho. Pois se os tais não se arrependerem e voltar-se para Deus de toda sua alma, de todo o seu coração, reconhecendo que Cristo é o Senhor, abandonando a prática da corrupção como fez Zaqueu, o máximo que podem se tornar num futuro próprimo é uma estátua na praça, comida de verme no cemitério ou cinza numa caixinha qualquer. Já dizia o profeta Malaquias: “Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve. (Malaquias 3.18 http://www.chamada.com.br/biblia/index.php… ) “.
E lá se foi o carro...
- Olha o poder!
- Você pode escolher
- Tem pra todo mundo
- não precisa brigar
- É só comprar e levar...
E era primavera/2008

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

SONETO BREVE


Se a paz escapa pelos vãos dos dedos
E o tumulto sórdido invade o "ser"
Se na mente fértil a solidão e os medos
Atormenta a alma e turva o viver

Se os amigos somem como poeira ao léu
E a riqueza mórbida já não tem valor
Se o pecado e o rancor fecham o céu
E no coração já não tem mais amor

É hora de retomar ao que se perdeu
Buscar a "PAZ" que acalenta ao "eu"
E clamar ao "FORTE" que protege ao "ser"

É hora de renunciar o que nunca teve
E em versos tênue de um soneto breve
Louvar "A VIDA" e voltar a viver

J.Jose Gildasio
Primavera/2015

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

MODELO DE JUNTADA DE PROCURAÇÃO E PEDIDO DE HABILITAÇÃO EM PROCESSO JUDICIAL



EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DO FORO DA COMARCA DE ________________, ESTADO DE SÃO PAULO.


















PROCESSO N°: 0000000-00.2015.8.26.0000


SIFRONILDO MASTRUZ DA SILVA,  brasileiro, casado, empresário, portador da cédula de Identidade RG nº 00.000.00-0 SSP/SP e inscrito no CPF sob o nº 000.000.000-00, residente e domiciliado na Rua ............................. nº 00 – Jardim .................. – CEP 100000-000- Campinas – estado de São Paulo, por seus advogados e procuradores, Dr. Jerôncio Burgólio de Mattos, Brasileiro, casado, Advogado inscrito na OAB/SP sob nº 000.000, vem à presença de Vossa Excelência, requerer a juntada  do instrumento procuratório aos autos em epígrafe.


Requer, ainda, que estes procuradores sejam habilitados nos presentes autos, na forma e para os devidos fins de direito.


N.Termos, 
P. deferimento.

                     
 Campinas, 20 de novembro de 2015.



_________________________________
     Dr.
Jerôncio Burgólio de Mattos           
                                            OAB/SP 000.000                                               

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

É TEMPO DE SER MENOS RELIGIOSOS



As religiões desse mundo em nome de "deus" implantam a cultura do ódio, da discriminação, da segregação, da guerra e da morte, construindo pessoas amargas e revoltadas umas contra as outras.

Todavia é tempo de ser menos religiosos afim de deixarmos resplandecer em nós o grande Amor de Deus, o qual ao invés de matar seus algozes e perseguidores, se entregou na cruz dando a sua vida para o resgate de muitos.

Não desistamos da caminhada ainda que estejamos cansados, decepcionados ou perseguidos, mas ao invés disso, enquanto o mundo está em crise com suas tantas religiões mortíferas, estejamos em Cristo e na sua graça e paz...

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

RECEITA PARA VENCER A CRISE

Em tempos de crise dizia Geraldo Vandré em uma canção:
"Pra não dizer que não falei das flores"...
Flores que pouco se vê nessa primavera árida e seca!

Em caráter de urgência busca-se um Elias de joelho no cume do monte, busca-se alguém disposto a olhar para o céu ao invés de olhar para o palácio e para os palacianos, pois o nosso socorro vem do Senhor!
Salienta-se que a pequena nuvem detentora da vida não está entre os príncipes, nem virá pelas petições dos profetas palacianos, mas será ela a resposta no horizonte dos humildes profetas de JEOVÁ que clama com fervor, tremor e fidelidade.
Em meio a tantas crises hodiernas, talvez não conseguimos ver flores, ou quem sabe não temos motivos pra falar delas. Todavia urge crer e falar de um Deus que tudo pode.
Inclusive esse Deus tem o poder de te fazer crescer na terra da sua aflição e em tempos de crise ELE pode abrir-te uma vaga pra ser governador ou profeta.
A crise para o mundo é motivo de depressão e desespero, mas para aqueles que confiam no SENHOR é uma oportunidade para crescimento.
Portanto, suba o monte, ajoelhe e ore sem cessar, enquanto isso outros verão a pequena nuvem trazer grandes chuvas e as flores serão uma realidade dignas de ser cantadas pelo poeta ainda que esse poeta seja agnóstico.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

CONGRATULAÇÕES AOS SERVIDORES PÚBLICOS


Senhores e senhoras, servidores e servidoras públicas públicas da União, dos Estados, dos Municípios e do distrito Federal.

Saibam que a improbidade, o peculato e tantos outros crimes praticados por alguns bandidos travestidos de servidores ou de funcionários públicos, não manha a honra e nem ofusca o fulgente brilho da grande maioria dos Servidores Públicos que servem com fieldade, eficiência e profissionalismo nesse país chamado Brasil.

Em nome de uma enfermeira anônima que servia no antigo PS Infantil da Avenida Faria Lima em Campinas/SP, a qual no período em que a categoria estava em greve por melhores salários, ao nos ver aproximar do PS, deixou a faixa no chão, saiu correndo ao nosso encontro, tomou nos braços a nossa filha convulsionando e junto com aquela equipe médica, de competência ímpar, ajudou salvar a vida daquela criança; 

Em nome do Professor Lua de Moraes Mendes que serve no Colégio Culto à Ciência em Campinas/SP, Mestre honrado, cujo frutos do seu trabalho se veem  nas melhores cátedras desse pais;

Em nome daqueles que reconhecem a importância do trabalho prestado pelas instituições públicas, venho congratular com todos os servidores de todas as esferas da administração pública da nossa nação, dizendo:

Parabéns Servidor Público pelo seu dia, você é muito importante para este pais...

domingo, 11 de outubro de 2015

O CABRESTO DA FALTA DE CONSCIÊNCIA

Como vencer...

... se a grande massa falida é súdita de uma plebe hipócrita e corrupta, onde os príncipes são homens Ninrode1, cujo reino é Babel e o discurso utopias que fabricam rebeldes e vituperam a verdade?

Quem quiser  sobressair e chegar ao topo da pirâmide nesse reino de araque,  terá de fazer MBA em fraude, especialização em falcatruas, ter mestrado em engano,  doutorado em hipocrisia e ser PHD em tráfico de influência. 

Trocando em miúdos: - O cara tem de está disposto a ser um canalha de carteirinha.  Pois a moral e a ética estão em decadência, a honestidade em extinção, os princípios adulterados, os bons costumes banidos e o conceito de libertinagem inserido no âmago da sociedade.

Quando  alguém se faz Mordecai2 denunciando a conduta  imoral do principado, revelando seus planos macabros e frustrando seus  intentos pervertidos, tais arautos são subornados ou exterminados sem misericórdia. 

Assim os ideais de justiça e de igualdade são aniquilados, a honra dos retos machada, a credibilidade dos magistrados exterminada e os cidadãos condenados  a miséria.

Enquanto isso, nos palanques e nos holofotes da mídia hodierna a  dúbia e tenra democracia exala sua beleza, sendo enaltecida na retórica dos discursos eleitoreiros fabricados por marqueteiros e verbalizados pelos grandes oradores “democratas”.

-          Afinal, quem são esses “democratas” da atualidade?
-          Não seria eles  falsos messias e caudilhos que são ungidos  enquanto exumam fatos e faz necrópsia de sonhadores em putrefação?

Nesse cenário nefasto, o povo tal qual um jumentinho é adestrado, e ano após ano segue o seu dono estrada afora, carregando no lombo o peso da carga tributária, sendo puxados pelo cabresto da falta de consciência e alimentado pela ração volumosa das promessas não cumpridas.

O tempo passa, o dono do jumentinho e o jumentinho as vezes mudam, mas o cabresto é o mesmo, a ração continua a mesma e a carga   todo ano  fica mais pesada para carregar.

Todavia ainda existe uma esperança!
- Se o mestre for mais mestre e menos proletário
- se  o  pai  for  mais  pai  e  não  apenas  um reprodutor omisso;
- se a mãe for mais mãe e não  delegar à outrem a sua responsabilidade;
- e se o amor for o combustível que move os corações do nosso povo, 

(...) a criança de hoje será amparada e preparada para no amanhã,

...votar consciente, 
...legislar com equidade, 
...presidir com justiça, 
...ter zelo pela ética, 
...fazer prosperar os bons costumes e preservar a dignidade hoje combalida pela depravação do ser humano.

Assim teremos uma democracia que expressa o sentimento e ampara os anseios e as necessidades do povo cujo representante é eleito através do escrutínio universal e secreto.

Pois quem investe na criança muda o rumo da história...
          
1-        (Ninrode Bíblia Sagrada – Genesis 10.8-9)    
2-         (Mordecai ou Mardoqueu (Bíblia sagrada – Ester 2.21-23;3.1-15;4.1-17)


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

PINTORES DE DESGRAÇA X GRAÇA MANIFESTA


 

 A vida é uma tela e o ser humano imagens projetadas nessa tela, nossas ações são tintas e cada pessoa um pintor em particular.

 Gerações vão e gerações vem e muitos conseguem pintar uma bela paisagem com trabalho, amor, dedicação e fé.

 Uns pintam um mosaico, há quem faça uma aquarela, alguém se dedica a pintar montes, barreiras e vales, outros pintam a paz de amarela.

 Há quem goste de pintar bichos, guerras, lágrimas taperas, casebres ou castelos enquanto muitos estampam nessa tela a fome que mata.

 Mas…existem os pintores de desgraças, os quais estampam a escravidão nos becos, nas periferias, nas marquises e em outros tantos lugares estampam o prazer de ver alguém mendigar-se.

 Tais pintores de desgraças não economizam tinta nem criatividade, pois a miséria alheia é a causa primeira da sua fortuna e riqueza e sem ela seriam eles pobres miseráveis e também desgraçados estampados na tela da existência.

 O que nos alegra é que existe UM que deseja fazer de nós e em nós uma imagem linda, ELE quer estampar a sua própria imagem em nossa vida, nos tornar semelhantes a ELE e ainda nos fazer herdeiro de seus bens.

 ELE tem como remodelar a nossa vida e nos projetar de novo segundo o seu querer, pois não precisa fazer uso de telas ou tintas oferecidas nesse mundo, mas escreveu o nosso nome na palma de suas mãos e nos marcou com o vermelho sangue do SEU FILHO que foi vertido lá na Cruz.

Somente ELE pode anular as desgraças pintadas no quadro da nossa existência, fazer de nós uma nova criatura, pintar em nossa vida um quadro importante, uma raridade cara e ainda nos dá um novo nome.   
 
Se ainda há pintores de desgraça, nos alegra entender que a Graça já se manifestou trazendo Salvação a todos os homens.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O PODER DA TOGA X O PODER DO VOTO

Num país com partidos sem ideologia e políticos fisiológicos o Judiciário dita as regras

Não obstante ufanar ser um gigante em democracia, o Brasil nunca gozou da plenitude democrática, haja vista ser a nossa República inaugurada por donos escravos que se revoltaram contra a coroa que assinou a lei áurea os fezendo perder a vergonhosa mão obra escravocrata.

Os ideais republicanos nunca foram o pendão real da maioria dos postulantes aos cargos políticos da República Federativa do Brasileira, mas o pano de fundo que rege o pensamento político partidário sempre esteve ligado a oligarquia ou a aristocracia.

O povo que detém o poder pensa usufruir do escrutínio secreto para escolher seus representantes, todavia são surpreendidos com o desprazer de ver sua vontade sendo viciada pelo caixa das grandes empresas e pelo lobby das grandes corporações cujos dirigentes são as mãos que movimentam as marionetes que atuam nas câmaras municipais, nas assembleias legislativas e até no Congresso Nacional, Claro, com raras exceções que geralmente se tornam voto vencido.

Uma coisa preocupa:

Jovens enaltecem a ditadura e alguns até advogam a sua volta por terem a falsa ideia de que ela traria melhores dias. É bem provável que tais assim pensam, porque não viveram na época da ditadura ou não foram perseguidos por ela;

A opinião pública joga luz em inquéritos e promove julgamento antecipado de processos que deveriam correr em segredo de justiça;

Nos Tribunais superiores Precedentes são criados onde supostamente não existem leis e tais precedentes se tornam normas cogentes e "erga omnes" em todo território nacional;

A economia fracassa, a bolsa cai, o dólar sobe as empresas entram em falência, os empregados são demitidos, a justiça do trabalho fica abarrotada;

O Brasil hoje conta com 34 partidos políticos devidamente registrados, cujos idealizadores são os mesmos figurões da velha polícia que se fazem representar por terceiros e cuja ideologia da maioria deles é a barganha por cargos comissionados, verba para o fundo partidário, verba para emendas parlamentares e tempo de televisão para o programa político na campanha eleitoral;

É notório o ativismo legislativo do judiciário nos últimos tempos, certo é que o tribunal tem legislado em várias matérias no lugar das casas legislativas e o poder da toga está prevalecendo sobre o poder do voto;

Enquanto isso os “representantes do povo” no Congresso Nacional varam a noite na presença da grande mídia, com discursos inflamados defendem suas teses fascistas, manobram, votam e aprovam a diminuição menoridade penal.

Pior de tudo é que muitos não dão conta de que a democracia de um país não está ligada ao número de partidos políticos que esse país possui, mas necessariamente pelo poder que o seu povo tem de se fazer representado em todas as esferas do poder por aqueles que foram eleitos através do escrutínio secreto.

Em uma república organizada o legislativo legisla, o Executivo executa e o judiciário julga, observando-se apenas raras exceções. E essa ordem não pode ser mudada sobre pena de criarmos uma tirania ou uma anarquia ao invés de democracia.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

NA SEMENTE FICA A ESSÊNCIA DO SER


É... daqui a pouco outra geração vem!!!
O importante é ter feito alguma coisa para ela ela sofra menos neste mundo.

Nós fazemos para os filhos de nossos filhos, eles colherão no futuro o bem ou o mal que plantamos hoje, e  que me encanta é que as vezes a boa semente está dentro de frutos que já apodreceu.

filosófico...

Seca-se a arvore, apodrece o fruto, porém na semente fica a essência do ser. E ainda que a semente na sua estética em nada se assemelha ao fruto ao fruto que a gerou e apodreceu, dentro dela está o seu código genético, o seu genoma.

Portanto cuidemos com zelo das nossas sementes afim de que os gorgulhos desse mundo não as ataque a ponto de impedir a sua germinação, pois elas um dia poderão ser arvores melhores e mais produtivas do que nós, todavia cabe a nós protegê-las.

Urge que façamos de tempos em tempos uma desinfecção do silo onde tais sementes estão armazenadas, desinfecção tal que não permita ficar nem larva nem pragas que venham danificar ou exterminar as sementes do celeiro antes que no campo ela seja semeada.
 


terça-feira, 25 de agosto de 2015

AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS NOS FAZEM LEMBRAR DA HISTÓRIA DO MACACO E O COELHO

 

As últimas noticias do Planalto Central no faz recordar do conto do macaco e o coelho narrada por Monteiro Lobato, cuja moral da história é:

"Quem tem rabo comprido nem por brincadeira puxa a orelha de um companheiro, sob pena de  levar uma paulada no dito cujo rabo à luz do meio dia."


Se não Vejamos:

O Macaco e o Coelho


Um macaco e um coelho fizeram a combinação de um matar as borboletas e outro matar as cobras. Logo depois o coelho dormiu. O macaco veio e puxou-lhe as orelhas.

– O que é isso? – gritou o coelho, acordando num pulo.

O macaco deu uma risada.

– Ah, ah! Pensei que fossem duas borboletas…

O coelho danou com a brincadeira e disse lá consigo: “Espere que te curo.”

Logo depois o macaco se sentou numa pedra para comer uma banana. O coelho veio por trás, com um pau e lept! – pregou-lhe uma grande paulada no rabo.

O macaco deu um berro, pulando para cima duma árvore, a gemer.

– Desculpe, amigo – disse lá embaixo o coelho – vi aquele rabo torcidinho em cima da pedra e pensei que fosse cobra.

Foi desde aí que o coelho, de medo do macaco vingar-se, passou a morar em buracos.

Nota Bibliográfica:

Postado por Snaga  - https://contosdocovil.wordpress.com/2008/05/17/o-macaco-e-o-coelho/ em maio 17, 2008 Publicado em: - ÚLTIMOS CONTOS. Marcado: , . 35 Comentários

Monteiro Lobato
Extraído do site Universo das Fábulas

terça-feira, 11 de agosto de 2015

SER ADVOGADO


Nosso Juramento

“Prometo exercer a advocacia com dignidade e independência, observar a ética, os deveres e prerrogativas profissionais e defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado Democrático, os direitos humanos, a justiça social, a boa aplicação das leis, a rápida administração da Justiça e o aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas”.







Ser advogado é ser contraditado
É instalar o contraditório
É defender o acusado 

Ser advogado é encontrar congruências
Capaz de se tornar teses e promover reveses
Onde a acusação demonstra as evidências

Ser advogado é despir-se do preconceito 
É comer com publicanos sem lavar as mãos
É entender que a justiça não se confunde com o direito

É escrever na areia diante de uma turba alvoraçada 
É confrontar legalista de forma desconcertante 
É absorver quem a opinião pública já tinha por condenada.

Ser advogado é estar na cruz entre malfeitores
E dizer perdoa-lhes pois não sabem o que fazem
Mesmo sendo eles pecadores…

Ser advogado é  saber falar ou ficar calado
É levantar a justiça e fazê-la vê 
É defender o acusado

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

A COSMÉTICA E UTÓPICA REDUÇÃO DA MENORIDADE PENAL

É como tentar acabar com a dengue dando remédio ao doente sem fazer nada para acabar com o criadouro do mosquito Aedes aegypti.
Se não vejamos:
Os defensores da menoridade penal no Congresso Nacional será que vão lutar com a mesma garra por uma Escola Pública onde seus filhos e netos possam ser educados, ou vão continuar enviando sua prole para as escolas particulares e ignorando o problema da educação pública do básico ao médio, manutenindo assim o "X" da educação?
Será que eles conhecem a realidade de onde mora a maioria das crianças brasileiras, ou tem medo e nojo das periferias fedidas à esgoto à céu aberto, como é o caso da Rua professora Ruth Silveira Oliveira Bello situada na metrópole de Campinas São Paulo onde crianças brincar em meio ao esgoto á céu aberto é uma constante por falta de infraestrutura?
Será que os defensores da diminuição da menoridade penal também defendem um salário mínimo justo que venha suprir as necessidades básicas das famílias de pouca renda, ou são daqueles que tem seus trabalhadores em condições análogas a de um escravo e ainda pagam seus míseros salários atrasados e com descontos ilegais.
Será que concordam com o salário dos educadores da escola pública brasileira onde o piso nacional é uma vergonha frente as megas renumeração dos cargos políticos comissionados, onde já provou-se que num passado recente até fantasmas usufruíram das benécias do cofre o leviatã como que fosse um competente comissionado da união?
Toda essa discussão sobre criminalidade é utópica, partindo-se do pressuposto que nada fazem pelas crianças que estão a baixo da linha da miséria. Pelo contrário, tal como fez Faraó aos filhos de Israel em tempos de escravidão, os tais  condenam essas pobres criaturas ainda no ventre a viverem à margem da sociedade e por consequência se tornar um criminoso em potencial, isso fazem quando não dão aos seus pais condições dignas de sobrevivência e furtam a dignidade da família oferecendo-lhes míseros salários e subemprego os quais não dão as mínimas condições legais para viver com diginidade.

A única preocupação dessa gente é o próprio umbigo, pois colhem hoje aquilo que plantaram durante séculos em descaso com os menos favorecidos. Agora aprisionados em seus condomínios de luxo e vendo a sua segurança ameaçada,  usam da força que tem para fazer leis no sentido apenas de ilhar os marginais atrás das grades de um falido sistema penitenciário, onde a LEP não funciona a contento e nem recupera o criminoso. Conclui-se que tais atitudes são apenas cosméticas sem o condão de resolver o problema da criminalidade.

Entende-se também que não se resolve séculos de descaso apenas promulgando uma norma incriminadora, é preciso bem mais do que isso. É necessário que se promova a mudança do fato social que hoje é revestido de miserabilidade e descaso, o qual de certa forma tem levado os marginais a se rebelarem contra essa segregacionista sociedade do brasil, deixando-a refém da criminalidade, a ponto de ver seus filhos sendo captados pelo crime.

Salienta-se que  a mudança de um  fato social não se faz apenas com endurecimento de normas incriminadoras " novatio legis in pejus," mas com mudança de atitude e investimento em dignidade humana, somente isso  é capaz de transformar monstros em gente civilizada e não é de uma hora pra outra que essa mudança acontece, mas  demora no mínimo cinquenta anos de investimento efetivo.