Translate

sexta-feira, 13 de maio de 2016

ELE FEZ INFINITAMENTE MAIS DO QUE A PRINCESA ISABEL

Embora Jesus e a princesa Isabel libertaram uma multidão de pessoas da escravidão, a obra de Jesus é incomparavelmente e infinitamente maior do que a obra executada pela mui digna princesa Tupiniquim.
Se não vejamos:
1 - A referida princesa em 13 de maio de 1888 libertou apenas afros brasileiros através de uma lei áurea um tanto quanto questionável, e parou por ai...
Em contrapartida o senhor Jesus libertou pessoas de todas as etnias em todas as nações tribos e línguas, e ainda continua ativamente em sua obra libertadora, basta apenas nEle crer.
2 - Em momento algum a princesa Isabel deixou sua realeza ou o palácio de seu pai para viver na senzala e ser igual ou semelhante aqueles que brutalmente eram escravizados neste país, muito pelo contrário ostentou seu principado para elaborar o diploma libertador.
Já o Senhor Jesus deixou o trono e sua glória e se tornou servo, ELE não criou uma lei nem ab-rogou a existente. Porém cumpriu a lei no lugar dos escravos por Ele libertos. E digo mais: Pagou o preço do resgate não com ouro ou prata, mas através do seu sangue derramado na cruz. Ali era o justo morrendo pelo injusto. Como dizem as escrituras "... Pelas suas pisaduras fomos sarados".
3 - A princesa libertou os escravos afro brasileiros, porém em momento algum os adotou e nem deixou para eles herança alguma. Pelo contrário, foram libertos da senzala mas escravizados pela extrema miséria, preconceito e discriminação.
Porém o nosso Jesus fez diferente:
Ele libertou os escravos do pecado e da Lei, pagou suas dívidas no madeiro, levantando-os do pó e do monturo colocou-os no meio dos príncipes e doutores desse mundo como ministros do Deus vivo e embaixadores do céu e ainda os adotou como filhos de Deus, transformando-os em co-herdeiros do seu reino.
Fico maravilhado de saber que o meu Cristo tem o prazer de dizer:
Esses são são meus irmãos...

quinta-feira, 12 de maio de 2016

O cristianismo pregado pelo Cristo não usurpa o poder temporal pela força nem depõe o Rei que governa

O cristianismo pregado pelo Cristo não usurpa o poder temporal pela força nem depõe o Rei que governa, todavia sujeita-se ao que preside e ora pelas autoridades constituídas ainda que elas sejam a causa do seu sofrimento.
Sendo confrontado por Pilatos disse Jesus:
" (..…) O meu Reino não é desse mundo... o meu Reino não é daqui (Jo 18.36)."
Estando na cruz cumprindo a sentença de morte Ele não amaldiçoou os seus algozes nem rogou que o Pai lhe enviasse anjos para lutar contra os opressores, mas na agonia da morte intercedeu por eles, exemplo seguido por Estevão.
Somente com Cristo Jesus é possível reaprender o que é ser cristão na égide pós- moderna do século XXI onde relativizamos os conceitos e em busca dos nossos interesses pessoais nos afastamos do evangelho do Calvário.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

VIROU BADERNA EM BRASILIA














Virou baderna em Brasília
E os grandes do povo é só malandragem
E se os tais vão em cana
Usam a lei da caguetagem.

A deduragem dos malas clareiam os fatos
Acusa bacana e revela segredo
Já tem "santo" rezando e orando
Fazendo jejum e tremendo de medo.

A coisa tá doida, a coisa tá feia
E no palácio central político já chora
Já arruma a mala, já compra passagem
Já pensa ir embora.


Enquanto isso pra população
Falta médico no posto
Falta segurança
Falta educação

Não tem emprego nem renda
Falta transporte e moradia
As estradas são uma vergonha
E a barriga do povo continua vazia.