Translate

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

OS PILARES QUE SUSTENTA A SOCIEDADE PÓS- MODERNA SÃO CONTRÁRIOS AOS PRINCÍPIOS QUE REGEM O CRISTIANISMO


 A autodeterminação soerguida no individualismo, egocentrismo e egoísmo constitui os três pilares de sustentação da sociedade pós-moderna, provocando gradativamente a autodestruição da civilização que fora construída em milhares e milhares de anos.

A valorização exacerbada do individuo mais forte, mais saudável mais belo e mais bem preparado somada a constante desvalorização da “koinonya” onde as características principais são pautadas na unidade, amor fraternal, coletivismo e cooperativismo entre os indivíduos a fim de alcançar o bem comum, tem contribuído para formação de uma sociedade egocêntrica, egoísta e individualista semelhante à narrativa do apóstolo Paulo na sua segunda Carta a Timóteo:

SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles. II Tm 3.1-9.

 












Em nossos dias esta autodeterminação individualista tem proporcionado a rejeição e até a vituperação das autoridades que na maioria das vezes de uma maneira ou de outra também estão inseridas no tripé de sustentação da sociedade pós-moderna, tendo como consequência caos social, político, ambiental e até humanitário, favorecendo o cumprimento das profecias apocalípticas proferidas por Jesus Cristo nos evangelhos segundo Mt 10.35; Lc 12.53; Mc.13.6,7,8,12,13; Lc.21.25.

O desrespeito aos princípios preestabelecidos, a busca por uma vã felicidade através das riquezas, das novidades, das facilidades e do prazer, tem feito do ser humano um monstro indomável que destrói das profundezas da terra até o espaço sideral e por certo isso trará uma conseqüência inevitável e irreversível para os moradores desse planeta azul.

Esse monstro, a fim de fomentar o pensamento egocêntrico, egoístico e individualista, destrói a terra e suas camadas geológicas, destrói as florestas, destrói os animais, destrói mananciais, os rios, os mares, o pré-sal, os ares, a fé, a ética, a moral, os bons costumes, a família, as amizades e por fim destrói até a própria vida.

Mas, diante de tudo isso permaneça aos pés da cruz de Jesus Cristo, firmado na sua palavra, aguardando piamente a sua volta com sobriedade e fidelidade. ELE é a Pedra de esquina e a Rocha Eterna onde devemos estar firmados. Paulo afirma:

“Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido. E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. II Timóteo 3.13-15.”
 
 




Enquanto  os pilares que sustenta a sociedade pós-moderna continua sendo o individualismo, egocentrismo e egoísmo, o povo  que espera a volta de Jesus Cristo continua firmados na fé, na esperança e no amor. Pois só Jesus Cristo salva e tem uma solução prazível para essa humanidade perdida...

É tempo da Noiva (Igreja do arrebatamento) dizer Maranata...