Facebook - Dr.José Gildásio Pereira

Translate

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

ELES SÃO FABRICANTES DE JURISPRUDÊNCIA...



Nesse mundo, os poderosos estão sempre protegidos por vidraças brindadas, vigiados por guarda-costas armados e revestidos com equipamentos de proteção individual, cuja capacidade de segurança, ultrapassa o necessário para garantir a vida.

Os tais obrigam multidões a passar fome, enquanto se banqueteiam consolidando a ditadura, fortalecendo o principado, ostentando a potestade e armando as hostes para guerra ideológica, cujo objetivo é perpetuar-se no poder.

Não é de se assustar quando dizem que os poderosos desse mundo vil humilham, escravizam e matam todos aqueles que oferecem riscos ao seu reinado, que sentem-se como se semi-deuses fossem  e se julgam no direito de oprimir o seu semelhante a fim de chegar com mais rapidez ao cume da pirâmide social.

Os tais alugam legisladores e fabricam legislações que garantem a comodidade e a sustentabilidade na pirâmide sócio-econômica. Porém, se existem leis contrárias aos seus interesses, fabricam jurisprudências, e o inconstitucional parece direito se tornando regra referendada no legislativo e até são capazes e de aprovar  Emenda à Constituição.

É bem verdade que essa democracia tal como estamos vendo, tem o condão de trocar os ditadores, mas não pode fazer nada contra a ditadura que impera. Muito pelo contrário, nela há aqueles que fingem ser santos, escondendo o chifre e o rabo debaixo do manto, outros que se tornam “bobos na corte”, enquanto existem também os “fantoches manipulados” que aparecem, discursam, mas ao fim do espetáculo, são colocados em malas até a próxima apresentação.

Nesse reino de araque há os que nasceram fortes e foram educados para tal, há os que se fizeram fortes sugando o leite de outrem, e os que se fortaleceram lutando. Mas quando chegam ao topo,  são todos  iguais. Pisoteiam os “fracos” condenando-os a morrer aos poucos de desnutrição sem assistência médica na fila interminável do pronto socorro de um hospital público qualquer.

Mas existe um Deus diferente de tudo que esse mundo apresenta, ele não faz acepção de pessoas. Ele não consulta o seu saldo  bancário, não pede atestado de  Antecedentes criminais, nem tão pouco exige Certidão Negativa de Débitos, ele apenas faz o convite: 

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Mateus 11.28”  E ainda afirma:Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. João 6.37.” 

Não importa qual a situação que a pessoa se encontra. Se ela está jogada no monturo, humilhada no pó, no leito de um hospital, na cela de uma prisão, nas marquises,  aprisionada em  preconceitos e dissabores ou numa mansão do Alphaville com uma corda pronta pra se enforcar-se e ir para o inferno. “Ele é o socorro bem presente na hora da angústia Salmo 46.1“e ninguém precisa de acuidade ou fila, nem tão pouco recorrer ao tráfico de influência, o seu atendimento é imediato e pessoal.

Medite hoje no que diz o salmista:  “Quem é como o Senhor nosso Deus, que habita nas alturas; que se curva para ver o que está nos céus e na terra; que do pó levanta o pequeno e, do monturo ergue o necessitado, para o fazer assentar com os príncipes, sim, com os príncipes do seu povo... Salmo 113.5-8.”.

Este Deus que  te ama deseja levantar-te para uma nova vida, e continua com os braços abertos te esperando e dizendo:

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Isaias 41.10.

Portanto, “entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e tudo ele Fará... Salmo 37.5”. Pois um dia, grandes e pequenos, ricos e pobres, fracos e fortes, todos, sem exceção, terão de comparecer perante o Senhor Jesus, o Juiz de toda a terra, para o julgamento final. E naquele tribunal não haverá jurista capaz de impetrar recurso ou fabricar jurisprudência quem burlar aquilo que é justo,  pois até eles também serão submetidos a julgamento. A única solução ali naquele tribunal é ter o nome escrito no livro da vida.


Não se esqueça: - ... O mundo passa, e a sua concupisciência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. I João 2.17”.