Translate

segunda-feira, 18 de abril de 2016

O CABRESTO DA FALTA DE CONSCIÊNCIA

Como vencer...

... se a grande massa falida é súdita de uma plebe hipócrita e corrupta, onde os príncipes são homens Ninrode1, cujo reino é Babel e o discurso utopias que fabricam rebeldes e vituperam a verdade?

Quem quiser  sobressair e chegar ao topo da pirâmide nesse reino de araque,  terá de fazer MBA em fraude, especialização em falcatruas, ter mestrado em engano,  doutorado em hipocrisia e ser PHD em tráfico de influência. 

Trocando em miúdos: - O cara tem de está disposto a ser um canalha de carteirinha.  Pois a moral e a ética estão em decadência, a honestidade em extinção, os princípios adulterados, os bons costumes banidos e o conceito de libertinagem inserido no âmago da sociedade.

Quando  alguém se faz Mordecaidenunciando a conduta  imoral do principado, revelando seus planos macabros e frustrando seus  intentos pervertidos, tais arautos são subornados ou exterminados sem misericórdia. 

Assim os ideais de justiça e de igualdade são aniquilados, a honra dos retos machada, a credibilidade dos magistrados exterminada e os cidadãos condenados  a miséria.

Enquanto isso, nos palanques e nos holofotes da mídia hodierna a  dúbia e tenra democracia exala sua beleza, sendo enaltecida na retórica dos discursos eleitoreiros fabricados por marqueteiros e verbalizados pelos grandes oradores “democratas”.

-          Afinal, quem são esses “democratas” da atualidade?
-          Não seria eles  falsos messias e caudilhos que são ungidos  enquanto exumam fatos e faz necrópsia de sonhadores em putrefação?

Nesse cenário nefasto, o povo tal qual um jumentinho é adestrado, e ano após ano segue o seu dono estrada afora, carregando no lombo o peso da carga tributária, sendo puxados pelo cabresto da falta de consciência e alimentado pela ração volumosa das promessas não cumpridas.

O tempo passa, o dono do jumentinho e o jumentinho as vezes mudam, mas o cabresto é o mesmo, a ração continua a mesma e a carga   todo ano  fica mais pesada para carregar.

Todavia ainda existe uma esperança!
- Se o mestre for mais mestre e menos proletário
- se  o  pai  for  mais  pai  e  não  apenas  um reprodutor omisso;
- se a mãe for mais mãe e não  delegar à outrem a sua responsabilidade;
- e se o amor for o combustível que move os corações do nosso povo, 

(...) a criança de hoje será amparada e preparada para no amanhã,

...votar consciente, 
...legislar com equidade, 
...presidir com justiça, 
...ter zelo pela ética, 
...fazer prosperar os bons costumes e preservar a dignidade hoje combalida pela depravação do ser humano.

Assim teremos uma democracia que expressa o sentimento e ampara os anseios e as necessidades do povo cujo representante é eleito através do escrutínio universal e secreto.

Pois quem investe na criança muda o rumo da história...
          
1-        (Ninrode Bíblia Sagrada – Genesis 10.8-9)    
2-         (Mordecai ou Mardoqueu (Bíblia sagrada – Ester 2.21-23;3.1-15;4.1-17)