Facebook - Dr.José Gildásio Pereira

Translate

domingo, 16 de abril de 2017

UMA ESCOLA SEM PARTIDOS OU UMA ESCOLA COM PAPEL HIGIÊNICO NO BANHEIRO?


#escolasempartido


O crescimento do IDH de uma sociedade passe-se por uma educação livre e ao alcance de todos, tal como pensava os protestantes do século XVI e XVII.

Salienta-se que muito mais do que uma escola pública sem partidos, faz-se necessário uma escola pública com professores capazes e bem pagos, uma escola com infraestrutura arrojada, com ótima biblioteca, laboratório, anfiteatro, quadras esportivas, com merenda digna, com  sanitário limpos e com papel higiênico e toalhas.

Amordaçar os professores com as amarras dos dogmas religiosos e com as ideologias escravagista do feudalismo contemporâneo,  é um retrocesso, é voltar a inquisição, é permitir de novo ser castrados os sonhos de uma sociedade, livre, justa e igualitária.

O desenvolvimento do pensamento crítico  e o crescimento do IDH-Índice de Desenvolvimento Humano de uma sociedade passe-se pelo conhecimento dá verdade, essa verdade só será conhecida através de um exame minucioso das escrituras e dos conhecimentos disponíveis e isso só é possível através de uma educação livre,  efetuada com a parceria entre pais e mestres, porém livre da interferência de grupos alheios à família e que temem a perca da supremacia do poder pelo crescimento sócio-econômicos da sociedade.

Muito mais do que uma escola sem partidos, precisamos de uma escola onde reine o respeito, onde os alunos sejam preparados para disputarem em igual condições com aqueles que puderam pagar escolas particulares.

Muito mais do que uma escola sem partidos, precisamos de uma escola pública de ótima qualidade, apta a fazer seus alunos acabar de vez com aquilo que se chama o X dá educação, quando quem estudou em escolas públicas são obrigados a pagar o ensino superior, enquanto quem pagou escolas particulares conseguem adentrar com facilidade as melhores universidades públicas do país, por terem recebido um ensino fundamental e médio de melhor qualidade.

Cabe as instituições religiosas que desejam manter intactas suas doutrinas, construírem escolas gratuitas para seus membros e demais admiradores, de aos invés de gastarem milhões em campanhas políticas e no enriquecimento dos seus lideres. Assim estes grupos estariam cumprindo o mandamento de ensinar as nações e ainda fariam uma obra social que tornariam seus jovens  um diferencial na sociedade.