Facebook - Dr.José Gildásio Pereira

Translate

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

31 DE OUTUBRO, REFORMA PROTESTANTE OU HALLOWEEN?

31 de Outubro 2016 - 499 anos da Reforma protestante


Além da questão religiosa onde os dogmas da Igreja Romana foram rechaçados por Martin Luther e a salvação pela fé pregada, os demais marcos doutrinários da reforma inclusive os "sola's" foram defendidos  pelos reformadores como premissa maior: 
Sola Fide – somente a fé
Sola Scriptura – somente a escritura”
Solus Christus – somente Cristos
Sola Gratia – somente a graça
Soli Deo Gloria – glória somente a Deus

A reforma protestante também foi um marco politico inegável na história da humanidade, fomentando o desenvolvimento, educacional, filosófico, científico,  tecnológico, cultural, econômico e Republicanos entre os povos, e deve ser lembrada mais do que as bruxas do Halloween.
Já a celebração do Halloween acredita-se que faz parte do culto pagão dos Celtas que acontecia sempre em outubro no final do verão quando os mortos voltavam à suas residencias para visitar seus entes queridos.

Segundo  a crença dos celta, era necessário fazer tais Rituais a fim de espantar os espíritos maus e as assombrações que nessa época também apareciam para lançar maldições sobre os animais e a colheita. 

Tal crença se espalhou e hoje faz parte das festas dos Estados unidos um país tradicionalmente protestante, como também, o halloween tem sido festejado por muitos outros países do Hemisfério Norte.

No Brasil onde a maioria é católica romana ou protestante de matiz evangélica, cada vez mais tem crescido os adeptos dos festejos do halloween,  fomentando o comercio de fantasias e bebidas, enchendo as casas de festas Brasil a fora e promovendo o crescimento da cultura das bruxas.

A Reforma Protestante, tem sido celebrada com a mesma intensidade que celebram o dia das bruxas em 31 de outubro, ou as lideranças protestantes estão envolvidas com a venda de indulgência e  a militância política como  fazia a Igreja Romana na Idade Média?

Os protestantes ainda estão preocupados com os cinco pilares defendidos na Reforma ou  já aderiram as máscaras e as fantasias do halloween, afim de contextualizar-se politicamente?