Facebook - Dr.José Gildásio Pereira

Translate

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

PROPOSTA DE UM ESTADO LAICO


Todas as vezes que os religiosos trocaram o poder espiritual pelo temporal, dos seus dogmas eles fizeram leis para o povo, dos ministros do altar fizeram príncipes no palácio, da politicagem fizeram cultos ao seu Deus e em nome desse Deus perseguiram, baniram, torturaram e mataram seus semelhantes sem misericórdia...
Daí surgiu a ideia de um Estado laico, que não seria um Estado anti-religiosidade, pois o ser humano é religioso por natureza, mas um Estado onde os leigos assumiria o poder estatal ao invés dos clérigos, a fim de impedir que aqueles que pregavam amor e vida eterna continuassem torturando e matando seus semelhantes em nome de Deus.

A volta dos clérigos religioso ao poder estatal é preocupante pois nos faz lembrar do casamento da Igreja e o Estado celebrado pelo imperador Constantino e o papa Gregório  em 324, acontecimento que culminou nas maiores barbáries que o ser humano é capaz de cometer contra o seu semelhante.  

Queridos, mais uma eleição vem aí, não deixem se iludirem pelas propostas de um estado religioso, vejam o que está acontecendo no mundo, pensem e votem naquele leigo que representa os seus interesses, os interesses do seu bairro e da sua cidade, para que esse leigo venha representá-los na esfera governamental para o qual está pleiteando um cargo público.

Nunca esqueçam que os apóstolos, os profetas, os evangelistas, os pastores, os mestres e doutores da religião devem ocupar o lugar deles nos púlpitos e altares para os quais dizem ter sido chamados e vocacionados, devem eles estarem preocupados em conduzirem o povo a Deus através de seus ensinamentos e cuidados e não o contrário.

Afinal Deus tem o controle da história e até quando manda um governante com a vara, ELE sabe o que está fazendo.
Todavia advogo que são os leigos (laicos) que deverão ocuparem as tribunas no legislativo e nos tribunais desse país, como também à eles cabem administrar a coisa pública e temporal, enquanto os clérigos do século XXI precisam se contentarem em administrar as coisas espirituais sem nenhuma interferência estatal, mas também cabe aos Clérigos não intervir no trabalho político e estatal do leigo em exercício.
Essa é a verdadeira proposta do Estado laico.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

MISSÃO DO ADVOGADO & DA ADVOGADA

Agosto, mês dos Advogados













Em meio a culpa, o dolo e a maledicência
Está o “jurisconsultus”, o advogado
Buscando provar a inocência
Ainda que o réu cliente seja culpado

E frente a balança, ao martelo e a espada
Usando, a lei, os costumes e a analogia
O Advogado e a Advogada
Desafiam a razão com maestria

E quando confrontados pelos “ perfeitos" e legalistas de plantão
Que dizem todo advogado é impostor é um vilão
O advogado se cala enquanto o tempo passa

Pois seus maiores e implacáveis acusadores
São adúlteros, assassinos, mentirosos e roubadores
Carentes de defesa com a mesma graça